Rituais de luto

Enterro

Em um momento difícil de perda, você pode contar com a equipe da Knesset Israel para conduzir a cerimônia de enterro do seu ente querido. Saiba quais Salmos ler no cemitério clicando aqui.

Você pode também pedir livros de salmos personalizados em memória do falecido clicando aqui.

ENTRE EM CONTATO

Rezas de falecimento

A equipe da Knesset Israel pode apoiá-lo nas rezas de falecimento, sejam elas realizadas em residência ou na sinagoga. Caso a reza ocorra na sinagoga da Knesset Israel, é possível oferecer um Kidush ou LeChaim aos presentes, em dedicação à elevação da alma do ente querido. Saiba mais sobre as rezas de falecimento:

Shivá

A Shivá compreende os sete primeiros dias de luto, já considerando o dia do enterro como o primeiro dia. A forma mais apropriada de observar a Shivá é na casa do falecido. Contudo, isto não é obrigatório, e os membros da família podem guardar o luto em qualquer outro lugar – como na sinagoga, por exemplo (até mesmo separadamente, nas suas próprias residências, de acordo com as circunstâncias).

Você pode oferecer um Kidush ou LeChaim na Knesset Israel em dedicação à elevação da alma do ente querido clicando aqui.

ENTRE EM CONTATO

Shloshim

Shloshim é o trigésimo dia depois do enterro (contando o próprio dia do enterro), em que se costuma fazer uma hazkará, ou seja, uma cerimônia em homenagem ao falecido. Você pode oferecer um Kidush ou LeChaim na Knesset Israel em dedicação à elevação da alma do ente querido clicando aqui.

Nesta ocasião, na qual terminam as leis do luto (exceto no luto por pai ou mãe), deve-se fazer um estudo de Torá especial em homenagem ao falecido, proferir discursos em honra à alma e dar tsedacá (donativo). Você pode dar tsedacá em memória do falecido clicando aqui.

ENTRE EM CONTATO

Yurtsait

Yurtsait é a data do aniversário de falecimento (você pode calcular a data do Yurtsait clicando aqui). A principal conduta no dia do Yurtsait consiste em acrescentar o máximo possível em estudo da Torá e no cumprimento das mitsvot em mérito da alma do falecido. Neste dia, deve-se dar tsedacá (donativo) de uma quantia maior que o usual, principalmente antes das orações de Shacharit e Minchá. Você pode fazer uma tsedacá clicando aqui.

No Yurtsait, costuma-se oferecer um Kidush na sinagoga após a oração em prol da elevação da alma (especialmente se o Yurtsait coincidir com Shabat ou Yom Tov), ou pelo menos um Lechaim com bolo ou outro aperitivo, no qual os participantes recitam brachot sobre os alimentos em mérito do falecido. Você pode oferecer um Kidush ou LeChaim na Knesset Israel em dedicação à elevação da alma do ente querido clicando aqui.

Se o Yurtsait coincidir com o dia de leitura da Torá, deve-se dar ao filho uma Aliá à Torá, e ele também deve recitar o Kadish depois disto.

Uma das formas mais nobres de honrar e elevar uma alma é por meio do estudo da Torá. Mishná corresponde ao estudo da parte oral da Torá (transmitida por D’us a Moshé, que, por sua vez, a transmitiu para as futuras gerações) e tem as mesmas letras da palavra Neshamá (alma), daí o costume de estudar esta parte da Torá.

Além do próprio enlutado estudar Mishnaot, pode-se também dedicar um estudo (Sugere-se o valor de R$ 200) que será feito no dia em memória do falecido clicando aqui.

Saiba mais sobre os rituais e leis judaicas de falecimento clicando aqui.

ENTRE EM CONTATO